quinta-feira, 3 de março de 2016

Conheça o Lubuntu

O Lubuntu é um projeto derivado do Ubuntu, uma distribuição do sistema operacional GNU/Linux. Seu diferencial está em seu desenvolvimento, que foca netbooks, dispositivos móveis e os micros mais antigos, com menos de 256 MB de RAM. A interface utilizada é o LXDE, que segue os mesmos padrões gráficos do KDE. É um Sistema Operativo muito eficaz para quem têm computadores lentos e com poucos recursos de hardware.

E por que estamos falando de linux nessa página? Uma das formas de evitar o descarte de micros antigos seria o seu reaproveitamento para outras tarefas, porém com as versões atuais do windows ele se torna um micro lento e mesmo utilizando versões antigas tem-se o risco de utilizar um windows que não tem mais suporte da Microsoft, fazendo assim com que vírus utilizem as falhas para acessar o micro. O Lubuntu tem a vantagem de ser baseado em uma versão atual do Ubuntu, só que mais leve, podendo assim ser utilizado em micros antigos e com uma interface parecida com a windows, tornando assim a sua utilização tranquila.

Para saber mais acesse:

Site oficial do Lubuntu (em inglês)

Lubuntu, um Ubuntu mais Leve!

O dia em que instalei o Lubuntu no meu netbook

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Conheça a Coppermiti

A Coopermiti, cooperativa sem fins lucrativos conforme Lei 5.764/71, é uma central de triagem de resíduos eletroeletrônicos (lixo eletrônico, lixo tecnológico ou e-lixo) pioneira no Brasil a ser conveniada com um órgão de gestão pública para essa finalidade. Saiba mais clicando aqui

Manutenção de placa-mãe

Matéria interessante sobre manutenção de placa-mãe de notebooks, pois o descarte não é necessariamente a solução direta para uma placa-mãe com defeito, fazendo com que a manutenção seja uma solução mais em conta, porém limitada ao tempo de utilização do notebook, dependendo de como foi realizada essa manutenção.

para saber mais: Reparo no BGA ( Placa mãe ) Vale a pena ou não?

Fonte: www.meunotebook.com

Mineração Urbana

Diariamente uma infinidade de aparelhos eletroeletrônicos - como computadores, impressoras, telefones celulares - são descartados. Mas esse lixo pode virar ouro, literalmente! De acordo com um relatório da Organização das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Unep, na sigla em inglês), o reaproveitamento de uma tonelada de celulares renderia: 3,5 kg de prata; 130 kg de cobre e 340 g de ouro. Para saber mais clique aqui.

quarta-feira, 10 de março de 2010

Matéria do Fantástico sobre lixo eletrônico

Segue a matéria do último domingo no Fantástico sobre lixo eletrônico.


para assisti-la, clique aqui.

Fonte: Globo.com

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Novos negócios nascem do lixo tecnológico

O crescente volume de lixo tecnológico, como celulares, computadores e televisores descartados pelos consumidores está movimentando um novo negócio: fábricas que desconstroem equipamentos para recolocar as matérias primas no processo industrial, a chamada manufatura reversa.

Para saber mais, clique aqui.

Fonte: www.reciclaveis.com.br

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Centro de reciclagem de lixo eletrônico da USP será aberto à população

Com o objetivo de garantir que todo material eletroeletrônico descartado seja totalmente reciclado, já está em funcionamento o Centro de Descarte e Reúso de Resíduos de Informática, na USP (Universidade de São Paulo).

Para saber mais clique aqui.

Fonte: Folha Online

Geração de lixo eletrônico cresce a 40 mi de toneladas por ano, diz ONU

Geração de lixo eletrônico cresce a 40 mi de toneladas por ano, diz ONU

JUAN PALOP

da Efe, em Nusa Dua (Indonésia)

A Organização das Nações Unidas (ONU) pediu nesta segunda-feira (22) medidas urgentes contra o crescimento exponencial do lixo de origem eletrônica em países emergentes como o Brasil. Ela considera o fato um problema grave para o ambiente e a saúde pública.

Para saber mais clique aqui.

Fonte: Folha de São Paulo

sábado, 20 de junho de 2009

Blog Lixo Eletrônico

Fazendo uma busca pela net para mais informações para esse blog acabei topando com o blog Lixo Eletrônico, a qual o intuito é o mesmo que esse.

Para conhece-lo clique aqui.

Especial IDG TI Verde

O site IDG Now está juntando todas as suas materias sobre lixo tecnológico e qualquer referência a TI verde em um especial, ficando assim mais fácil para o leitor localizar as matérias sobre esse assunto.

Para ver como ficou clique aqui.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Entrevista: Greenpeace traça caminho do lixo eletrônico para África e Ásia

Por Guilherme Felitti, editor assistente do IDG Now!
Publicada em 05 de junho de 2009 às 07h00
No Dia Mundial do Meio Ambiente, o IDG Now! conversa com a líder internacional da campanha de eletrônicos tóxicos do Greenpeace, Zeina Al Hajj, sobre o intrincado caminho que o lixo eletrônico faz dos países desenvolvidos - Estados Unidos, principalmente - para os subdesenvolvidos, como China, Índia e nações na África.
Para saber mais clique aqui.
Grato a Ana Luiza Martinez pela dica

De volta a ativa

Oi pessoal, desculpe esse tempo todo sem postar... acabei nem cumprindo uma simples promessa de manter atualizado e ir postando periodicamente aqui, mas verei como fazer a partir de agora, pois a minha intenção é manter esses blog ativo apesar dos meses que ja se passaram sem postar, alias já passamos até dos 2 anos da criação do mesmo....
Mas ok, voltemos a tiva com mais um post... e tomara que venham outros...

segunda-feira, 10 de novembro de 2008

USP Toma a dianteira na prevenção do problema de descarte do lixo eletrônico

E adquire por meio de licitação primeiro lote de "micros verdes", isentos de chumbo e outros metais pesados e produzidos com componentes reciclaveis.

para saber mais
clique aqui

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Conheça o projeto RECICLANDO TECNOLOGIA

Este site trata do projeto LTSP da Faculdade de Tecnologia de Guaratinguetá (FATEC – GT), em todos seus detalhes e objetivos, e ainda apresenta um guia passo-a-passo de como implementar uma rede de terminais leves com Linux com grande facilidade através da criação de uma distribuição linux específica para este fim, amigável ao usuário e altamente replicável. O projeto tenciona reativar equipamentos descartados como obsoletos, aproveitando todo o poder computacional ocioso de um moderno desktop e aplicar o conceito em benefício da educação em todos os níveis, disponibilizando ferramentas e conhecimento técnico livremente.

Para saber mais
clique aqui.