domingo, 24 de junho de 2007

O legislativo começa a se mexer

Os legislativos dos estados já começam a se mexer em relação ao lixo eletrônico.

Deputados estaduais da Bahia, Mato Grosso e Rio de Janeiro já apresentaram suas propostas de lei para regulamentação do lixo eletrônico. Muito bem, é valida a iniciativa dos mesmos, mas o correto seria uma regulamentação federal atingindo todo o Brasil, pois fora desses 3 Estados o lixo eletrônico pode ser descartado incorretamente sem que haja uma punição ao infrator.

Para saber mais sobre a lei regulamentando a disposição do lixo eletrônico na Bahia
clique aqui, no Mato Grosso clique aqui e no Rio de Janeiro clique aqui.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Robótica Livre na III SESOL em Fortaleza

Como o lixo tecnológico pode ser reutilizado para a construção de artefatos que auxiliem na aprendizagem da Robótica apoiada no uso de Software e Hardwares Livres? Para fomentar as discussões sobre o assunto, a III SESOL trouxe para Fortaleza o professor do CET-CEFET Itabirito/MG e vencedor do prêmio Telemar de Inclusão Digital pelo projeto Robótica Livre, Danilo Rodrigues César

Com o objetivo de despertar a consciência ambiental no que se refere a destinação do lixo tecnológico, no dia 06 de junho o pesquisador proferiu a palestra “Robótica livre: Uma alternativa de construção cooperada do conhecimento com o uso de tecnologias livres”.
Já durante todo o evento, Danilo ministrou a “Olimpíada de Robótica Livre”. Com caráter de oficina e voltada para o público detentor de conhecimento básico em eletrônica e/ou linguagem de programação, a experiência, inédita no cenário nacional, visa instigar a construção cooperada de um kit básico didático de robótica para ser utilizado em ambientes de ensino aprendizagem (Hardware Livre).
No último dia da Olimpíada, cada grupo apresentou seu produto final construído a partir do “lixo tecnológico”. Uma comissão avaliou os artefatos criados, e o melhor projeto recebeu um prêmio da organização do evento.
A III Semana de Software Livre da UFC aconteceu nos dias 06 a 09 de junho, no Campus do Pici (UFC). Durante o evento foram realizadas mais de 40 palestras gratuitas, além de mini-cursos e oficinas.

Fonte:
BRLinux

saiba mais como foi a III SESOL em Fortaleza
clicando aqui
saiba mais sobre o projeto de robotica livre do Prof Danilo
clicando aqui

domingo, 17 de junho de 2007

Silicon Valley Toxics Coalition

Hoje gostaria de apresentar um site completo sobre lixo eletrônico, ele tras dados, locais para disposição do lixo, como reciclar, os perigos que o lixo tóxico tras para saúde e criou uma campanha sobre a responsabilidade do fabricante em recolher o eletrodoméstico que não tem mais utilidade. É a Silicon Valley Toxics Coalition, que fica na California, EUA, um dos locais com os maiores índices de poluição tecnológica devido a fabricação de microchips e por ser um dos locais que mais usam computadores do mundo.

Só tem um problema: ele está todo em inglês. Mas se você não tem problemas com a língua bretã, originária da terra da rainha clique aqui, mas mesmo você que tenha clique também, pois vale a pena, devido a grande quantidade de informações. Eu cheguei a traduzir um dos relatórios publicados por eles para utilizar no meu TCC e me foi de grande valia.

quinta-feira, 14 de junho de 2007

Revista Galileu - Seção Ambiente

A revista Galileu na sua edição 186 de Janeiro de 2007 publicou na seção ambiente uma extensa materia sobre o lixo eletrônico, com vários dados e indicações de destinação correta desse lixo.

Clique em cada link para ir direto a página específica.

O lado B da tecnologia
O lado B da tecnologia pag 2
O lado B da tecnologia pag 3
Perigos escondidos
Para onde vai o e-lixo
Caminho certo

quarta-feira, 13 de junho de 2007

A nova fronteira logistica - logistica reversa

De volta à origem

A demanda ambiental exigirá que as empresas incluam o conceito de “logística reversa” em sua gestão.

Sujou? Tem de limpar.” De certa forma, a lição que toda criança aprende em casa traduz a essência da “logística reversa”, um dos mais importantes conceitos que estão se incorporando ao cotidiano das empresas ambientalmente responsáveis. Nos velhos tempos, as companhias planejavam a distribuição de seus produtos somente de “dentro para fora”. Escolhiam as melhores rotas de transporte, os pontos de armazenagem, os fretes mais baratos... E pronto: uma vez que o produto chegasse às mãos do consumidor, davam-se por satisfeitas. Com o surgimento da logística reversa, porém, esse paradigma perde a validade. Agora, as empresas também precisam planejar todo o caminho de retorno de seus produtos para a fábrica depois de utilizados. Descartá-los no meio ambiente, nem pensar. Trata-se de um pecado capital perante ONGs e a comunidade local – que está cada vez mais atenta ao assunto. Para não sofrer danos de imagem e tampouco processos na Justiça, portanto, é necessário revisitar a velha lição. Distribuiu? Tem de recolher.

“Se ontem a logística era considerada apenas ‘almoxarifado’, agora é uma questão estratégica”, aponta Paulo Roberto Leite, autor do livro Logística Reversa: Meio Ambiente e Competitividade (Editora Pearson). Ele lembra que muitas empresas já praticavam a logística reversa sem saber – como no caso das distribuidoras de bebidas, que tinham o hábito de oferecer descontos para quem trouxesse cascos vazios e caixas de engradado de volta aos pontos-de-vendas. Agora, acredita, o conceito tende a se popularizar mais devido à grande quantidade de produtos descartáveis despejada no mercado, nos últimos 20 anos. “Haverá uma sistematização dos processos da logística reversa”, completa Adalberto Panzan, presidente da Associação Brasileira de Logística.



A logística reversa dará origem a linhas de “desmontagem” que recolhem os produtos e facilitam seu reaproveitamento.



Levada às últimas conseqüências, essa sistematização dá origem a uma nova estrutura corporativa: a “linha de desmontagem”. Trata-se de uma série de processos que decompõem os produtos e separam cada um de seus componentes – de modo que eles possam ser reaproveitados. Hoje, as linhas de desmontagem são realidade em diversas companhias, especialmente naquelas que utilizam a reciclagem como estratégia para reduzir custos com matéria-prima. “Reprocessar pode ser menos dispendioso na escala final do que produzir. O que vai impulsionar a adoção de um ‘ciclo fechado’ de logística é o fator econômico”, afirma José Mário de Carvalho Junior, diretor executivo da Muri, companhia especializada na fabricação de linhas de montagem. Ele ressalta, porém, que ainda vai demorar até as linhas de desmontagem se tornarem comuns no Brasil, pois falta uma cultura de reciclagem tanto nas empresas como entre os consumidores. “É algo para daqui a uns dez ou 15 anos”, ressalta.
Nos Estados Unidos, estima-se que as atividades de recolhimento e reprocessamento de produtos respondam, em média, por 4% do orçamento destinado pelas empresas à área de logística. No mercado norte-americano, o descarte consciente e a as linhas de desmontagem têm papel estratégico – já que boa parte da economia se ampara sobre a indústria de alta tecnologia. Como se sabe, o “lixo tecnológico” está se tornando um problema em países que não têm uma política consolidada de reaproveitamento. Infelizmente, o Brasil se enquadra entre eles. A cada ano, o país produz cerca de 30 mil toneladas de aparelhos eletrônicos, segundo a Associação Brasileira de Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee). Depois de utilizada, porém, quase toda essa bugiganga termina em depósitos ou em lixões – onde liberam substâncias nocivas à saúde humana como chumbo, cromo, mercúrio e outras. Uma sujeira que, definitivamente, precisa ser limpa.


Lixo tecnológico: logística reversa é uma das possíveis soluções
Fonte: Revista Amanhã

domingo, 10 de junho de 2007

Lixo a Vista

Bem, o nome desse post foi copiado de um artigo que li uns dias atras antes de criar esse blog, portanto se alguem reconhecer ou achar esse artigo me passe o endereço por favor para eu publicar aqui.

Mas vou passar a idéia do que esse artigo estava se referindo: Já repararam a configuração do micro para rodar o novo Windows Vista? No mínimo pentium D ou Dual Core e 512 mb, isso para versão mais simples, imagine a ultimate. Pois bem, num pais como o nosso onde pode-se encontar os DVDs de instalação do mesmo por R$ 15,00 em qualquer barraqunha no centro de São Paulo, o que o usuário fará quando descobrir que aquele seu Pentium 4 com 256 Mb que estava muito bom para rodar o Windows XP nem inicia a instalação do Vista que ele comprou? Isso mesmo, compra outra CPU, aproveitando o HD (depedendo da capacidade), a placa de video acaso seja off board e os periféricos. Isso faz com que as peças que não serviram mais ou sejam reaproveitadas para a montagem de micros usados para revenda, ou fiquem encalhadas em depósitos criando-se mais lixo ainda.

O Greenpeace já demonstra essa preocupação como mostra essa matéria da Folha.
Clique aqui para vê-la.

OBS.: Achei o artigo a qual me referia, clique aqui para vê-lo.

Pilhas e Baterias - Como agir?

Muito se discute sobre a forma correta de se tratar com pilhas e baterias, se as pilhas comuns que utilizamos dever ser separadas do lixo comum, ou o que fazer com as baterias de celulares e por ai vai.

o Blog "Folha Verde" tem um post que trata exatamente dessa questão,
clique aqui e veja como se descarta cada tipo de pilha e bateria diferente.

sexta-feira, 8 de junho de 2007

3a. Semana de software livre - Unirio

Apesar de ser um evento que ocorreu a mais de um ano e meio achei interessante posta-lo para falar sobre uma das palestras ministradas.

A 3a semana do software livre ocorreu entre os dias 15 a 19 de outubro de 2005 e entre essas palestras a que me chamou a atenção foi sobre o Reaproveitamento de Lixo Tecnológico com Software Livre, de Sylvestre Mergulhão, onde ele demonstra a implantação do projeto boot remoto na Unirio, que seria o reaproveitamento de máquinas antigas sem hd para a montagem de uma rede baseada em um servidor linux.

Mais detalhes sobre o projeto você ve clicando aqui

Saiba mais como foi esse evento clicando aqui

terça-feira, 5 de junho de 2007

Blog Folha Verde

Hoje, dia mundial do meio ambiente gostaria de apresentar o blog "Folha Verde", criado e mantido por Mercedes Lorenzo que fala de meio ambiente e ecologia em geral, diferente desse blog a qual se dedica somente a poluição causada por eletrônicos em geral.

Façam uma visita e prestigiem o trabalho realizado por ela.

E entre os varios posts do seu blog há muitos que se referem ao lixo eletrônico, portanto estou postantos-os aqui.

FABRICAÇÃO DE COMPUTADOR CONSOME 1800KG DE MATERIAIS

LÂMPADAS FLUORESCENTES

BULBOX DESCONTAMINADOR DE LÂMPADAS FLUORESCENTES

BIOPLÁSTICO EM CELULARES

RANQUING DOS ELETRÔNICOS VERDES

ÁLBUM DE FOTOS: LIXO ELETRÔNICO (com links dentro)

RESÍDUOS HI-TECH: UMA BOMBA RELÓGIO

STEVE JOBS PROMETE APPLE MAIS VERDE

RECOLHIMENTO DE BATERIAS DE APARELHOS CELULARES

EMPRESAS QUE RECICLAM ELETRÔNICOS

grato a Mercedes pelo apoio e as dicas passadas

segunda-feira, 4 de junho de 2007

Programa Jovem.com de Campinas

Inclusão Digital em Campinas

O Programa Jovem.com, da Prefeitura Municipal de Campinas, busca estruturar uma rede de iniciativas de inclusão digital que venha a constituir o eixo central em torno do qual poderão ser articuladas diferentes ações socioeducativas e culturais voltadas às crianças e adolescentes de Campinas. Ou seja, trata-se de promover a inclusão social juvenil por meio da inclusão digital. Quem puder ajudar com computadores velhos e usados, por favor enviar um e-mail para: doacaojovem.com@campinas.sp.gov.br, que eles entram em contato.

conheça mais sobre o programa assistindo o video abaixo


domingo, 3 de junho de 2007

Videos de interesse geral

Reaproveitamento de tonners
Achei essa materia no pegn sobre reaproveitamento de tonners de impressora laser e achei interessante passar para o pessoal. Clique aqui para ve-la.

Dificuldades na reciclagem de computadores
Achei essa materia que fala sobre a dificuldade atual na reciclagem e reaproveitamento de computadores. Clique aqui para ve-la

Há quem lucre com o lixo digital
Materia do Jornal Nacional sobre a reciclagem de computadores. Clique aqui para ve-la

Lixo eletrônico
O Cidades e Soluções mostra o trabalho de quem recupera computadores descartados como lixo para projetos de inclusão digital em comunidades de baixa renda. Clique aqui para ver a materia

Seja Bem-vindo


Olá, seja bem-vindo ao blog "Lixo Tecnológico". O intuito desse blog é demonstrar o perigo ambiental causado pelo avanço tecnológico que ocorre atualmente no mundo. Mas como isso acontece? A resposta é bem simples: devido a esse avanço, produtos de tecnologia como celulares, computadores e outros eletrônicos em geral são substituidos num período cada vez menor e o descarte as vezes é feito de forma incorreta, seja em lixões, seja exportado para países sem condições de fazer uma reciclagem correta do mesmo causando não só prejuízos ambientais como também à saúde humana.

Por outro lado, pretende-se demonstrar as soluções possíveis que são realizadas mundo afora com esse lixo, seja reduzindo, reaproveitando ou reciclando, ou seja, dar um fim correto a esse material altamente tóxico e poluidor.

Sugestões, dicas e idéias serão muto bem-vindas.

E inaugurando esse blog, no primeiro post estou deixando para download meu trabalho de conclusão de curso que fiz na faculdade sobre a utilização dos 3 rs ambientais em micros antigos.

O link é este: Utilizando os 3rs ambientais em computadores antigos e/ou defeituosos

até mais