domingo, 28 de fevereiro de 2010

Novos negócios nascem do lixo tecnológico

O crescente volume de lixo tecnológico, como celulares, computadores e televisores descartados pelos consumidores está movimentando um novo negócio: fábricas que desconstroem equipamentos para recolocar as matérias primas no processo industrial, a chamada manufatura reversa.

Para saber mais, clique aqui.

Fonte: www.reciclaveis.com.br

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Centro de reciclagem de lixo eletrônico da USP será aberto à população

Com o objetivo de garantir que todo material eletroeletrônico descartado seja totalmente reciclado, já está em funcionamento o Centro de Descarte e Reúso de Resíduos de Informática, na USP (Universidade de São Paulo).

Para saber mais clique aqui.

Fonte: Folha Online

Geração de lixo eletrônico cresce a 40 mi de toneladas por ano, diz ONU

Geração de lixo eletrônico cresce a 40 mi de toneladas por ano, diz ONU

JUAN PALOP

da Efe, em Nusa Dua (Indonésia)

A Organização das Nações Unidas (ONU) pediu nesta segunda-feira (22) medidas urgentes contra o crescimento exponencial do lixo de origem eletrônica em países emergentes como o Brasil. Ela considera o fato um problema grave para o ambiente e a saúde pública.

Para saber mais clique aqui.

Fonte: Folha de São Paulo