sábado, 1 de setembro de 2007

Celulares reciclados abrem novos mercados

Com o número de celulares ultrapassando a marca de 2 bilhões no mundo todo, os aparelhos reciclados têm tido um papel importante na expansão da comunicação móvel em países pobres, onde as linhas normais podem ser custosas demais ou inacessíveis.

Com sede em Michigan, nos Estados Unidos, a companhia ReCellular Inc. recebe cerca de 75,000 celulares usados por semana, a maioria arrecadada em fundos de caridade, e reaproveita as peças para vendê-las ao redor do mundo.

"O fato de poder combinar um negócio lucrativo com um serviço de utilidade pública é uma relação de duplo ganho," disse o Vice Presidente da empresa, Mike Newman.

Em 1991, quando a Recellular foi fundada, havia 16 milhões de pessoas com celulares no mundo, em 2005, essa cifra já havia crescido para mais de dois bilhões, quase o dobro de linhas de telefonia comum. Naquela época, a empresa lidava com poucas centenas de aparelhos por mês.

Os telefones são, em boa parte, doados em boas condições e funcionais, já que os americanos trocam de telefone por modelos mais novos com freqüência, em média a cada 18 meses. Cerca de 60% dos aparelhos que chegam à empresa são reutilizáveis, o resto tem suas partes aproveitadas ou é vendido como lixo.

Hoje, cerca de 80% dos habitantes do planeta moram em regiões com cobertura de telefones celulares.

Fonte:
InfomediaTV
Postar um comentário